Depois de finalizado o seu Talismã, ele é  limpo de qualquer inflência energética. Num dia auspicioso então será banhado em água corrente e de seguida sobre a queima de um incenso elevando o ambiente e o momento com o mantra Maha Mrityunjaya

Maha Mrityunjaya Mantra é um Mantra doador de vida, possui um grande poder curativo. Doenças que são definidas como incuráveis pelos médicos são curadas por este Mantra, quando cantado com sinceridade, fé e devoção.

Maha = Grande
Mrityun = Morte
Jaya = Vitória
“O Grande Mantra da Vitória Sobre a Morte.”

Também é um Mantra para atravessar o evento morte com serenidade. É um Mantra de Shiva. Propicia ao praticante a vida, a saúde, a prosperidade, a paz, a satisfação e a busca da imortalidade. É, ainda, um Moksha Mantra, uma prece para conquistar a liberação do ciclo das encarnações.

No dia do nosso aniversário, vale repetir esse Mantra com fé em busca de uma vida longa e produtiva. Você também pode repeti-lo junto a um doente para acalmá-lo e eliminar sua dor física.

OM TRYAMBAKAM YAJAMAHE
SUGANDHIM PUSHTI VARDHANAM
URVA RUKAMIVA BANDHANAN
MRITYOR MUKSHIYA MAMRITAT

Este mantra começa por invocarmos a TRYAMBAKAM. Ao falarmos esta palavra, estamos chamando a atenção de Shiva sobre nós. Mais do que isto, estamos reconhecendo em Shiva, seu poder de manifestação da totalidade divina. Shiva é a vontade de Brahman manifestada. Ao dizermos OM TRYAMBAKAM, estamos invocando a capacidade de enxergar através de nosso terceiro olho.

Dizem que este mantra é rejuvenescedor, outorga saúde, riquezas, uma vida longa, paz, prosperidade e contentamento. Como é uma oração endereçada ao Senhor SHIVA, ao entoarmos este mantra, vibrações Divinas são geradas para repelir todas as forças negativas do mal, criando um escudo protetor poderoso.

É também um mantra protetor contra acidentes, infortúnios, um mantra para sermos libertados dos sofrimentos físicos, mentais e emocionais, dos medos da morte e de acidentes. As Escrituras comentam que a repetição constante deste antigo Mantra Upanishadico, purifica o coração e desperta a percepção ou terceiro olho, nos conduzindo a um nível de entendimento mais profundo.

A pronúncia correta dos sons do mantra são mais importantes aos praticantes, do que a sua tradução exata. Como música, a ressonância destes sons atrai a mente e a dirige a uma experiência interior. O significado literal do mantra é secundário.

Por outro lado, é importante conhecer o significado do mantra para desenvolver uma fé nele. O primeiro passo é aprender a recitar o mantra corretamente. Embora pareça meio longo, ele tem só trinta e três sílabas que podem ser aprendidas com um esforço modesto. Uma repetição lenta combinada com uma revisão do significado das palavras individuais, ajudará a lembra-lo.

Uma vez que o mantra seja aprendido, leve o significado para sua mente enquanto faz sua meditação diária, como um tipo de invocação em sua prática normal. Depois de acalmar o corpo e a respiração, entoe o mantra por 3, 27, 33 ou 108 recitações, e permita que sua mente se torne absorta pelos sons e ritmos de cada linha. Deixe o mantra puxar sua consciência ao centro do seu coração ou para o centro das sobrancelha, na altura do chakra da terceira visão.

Se for recitar o mantra para resolver um problema de saúde, focalize sua consciência no Plexo Solar (na altura da boca do estômago).

O SIGNIFICADO DO MANTRA “MRITYUNJAYA”

OM – O início de cada mantra. Palavra que traz a energia do mantra à manifestação.
TRYAMBAKAM – A palavra TRYAMBAKAM, Refere-se aos Três olhos do Senhor Shiva. “TRY” é o mesmo que “Três” e “AMBAKAM” quer dizer “olhos”.  Alguns pronunciam esta palavra como TRAYAMBAKAM, e o significado é o mesmo, “TRAYA” quer dizer “triplo”. Estes três olhos ou fontes de iluminação, são representados pela Trimurti de Brahma, Vishnu e Shiva e “AMBA” também tem uma referencia à Mãe ou Shakti e “KAM” que refere-se ao Bom e Correto. Assim, quando pronunciamos, as palavras: OM TRYAMBAKAM, nós estamos manifestando a Presença de Deus, como Onisciente (Brahma), Onipresente (Vishnu) e Onipotente (Shiva).

O termo “Três olhos” significa a mais pura e profunda consciência do universo que impregna e transcende o tempo no presente, no passado e no futuro.

YAJAMAHE :  é uma oferta, sacrifício, adoração, veneração.  Adorando com Alegria. Nós oferecemos nosso sacrifício com alegria. Alguns traduzem para: “Cantamos em sua honra”.

SUGANDHIM : é um doce perfume/ uma fragrância agradável. Uma referência à alegria que temos de conhecer, enxergar e sentir a Poderosa Presença do Senhor Shiva, que nos envolve com a fragrância de Seu perfume.  Quando o nosso terceiro olho desperta, tudo torna-se perfumado, porque tudo passa a ser visto como sagrado.

PUSHTI : é o mesmo que nutrir; o suporte a tudo o que existe; a prosperidade.

VARDHANAM : Aumento, incremento, fortalecimento. O aumento da prosperidade, do auxilio divino, da saúde e do bem estar.

URVARUKAM : Um tipo de pepino, que no passado da Índia, era conhecido como fruto de uma trepadeira. Esta trepadeira emaranhava-se em outras plantas, unindo-se a elas e tornando-se um obstáculo para o crescimento do pepino, que sofria para libertar-se e cair.

IVA: assim como. desta forma.

BANDANAAM : impotente e sem forças, preso no cativeiro.

MRITYOR : da morte, das doenças e dos obstáculos.

MUKSHIYA : uma armadilha.

MAAMRITAAT : livra-nos da morte, dê-nos a vida eterna.

Folcloricamente, ele é traduzido assim:
“Adoremos o Senhor Siva (Quem possui três olhos), quem é sagrado e nutre todos os seres. Do mesmo modo como um pepino maduro se solta do ramo que está ligado tão logo amadureça, que sejamos liberados da morte (do corpo mortal), nos sendo concedido a realização da natureza imortal”.

Sejamos felizes!

 

Limpeza e Carregamento pela simples vontade, em conexão com a imaginação.

 

Este é o método mais simples e mais fácil, e o efeito depende da força de vontade a da capacidade de imaginação do mago. Antes de ser feito o carregamento mágico, cada talismã, cada pentáculo, cada pedra, cada amuleto, com exceção dos amuletos de papel a pergaminho, deverá ser liberado dos fluidos impregnados nele, i.e., deverá ser “desfluidificado”. Isso poderá ser feito da forma mais eficaz a simples através da magia da água. Mergulhe o talismã num copo de água fria fresca, concentrando-se no pensamento de que a água limpará todas as influências negativas do objeto. Faça isso por um bom período de tempo. Depois de alguns minutos de profunda concentração você deverá ter a certeza de que todas as influências negativas foram lavadas pela água e que o seu talismã está livre delas. Seque o objeto a certifiquese de que ele está em perfeitas condições para assimilar a sua influência. Essa “desfluidificação” deverá ser feita com todo o talismã não líquido, sem se importar com o método que você usará para carregá-lo. Pegue o talismã a fixe nele imaginativamente o seu desejo, ou o efeito que ele deverá produzir, com muita força de vontade, fé a confiança. Determine o tipo de efeito de seu desejo, se deverá ter um prazo determinado, ou uma duração constante, ou então valer só para uma pessoa específica ou para qualquer um que usar o talismã. Carregue-o imaginando, na forma verbal presente, que o efeito desejado já está dando resultados. Você poderá fortalecer a energia do desejo concentrado com repetições freqüentes do carregamento, para que a força de irradiação do talismã se tome mais intensa a penetrante. Durante a concentração, transmita a vontade de que a eficácia do talismã se mantenha a se fortaleça automaticamente, mesmo enquanto você não pensa nele, a caso ele seja destinado a uma outra pessoa, isso também passe a valer para ela. Depois de carregar o talismã com a melhor das vibrações e a mais forte das energias de que você for capaz, ele estará pronto para ser usado.