Descrição

Fraxinus Excelsior

Era uma das árvores principais nos cultos das antigas religiões pagãs. Sagradas do povo Celta mas também dos escandinavos e dos gregos.

Os gregos acreditavam que era a grande árvore universal pois as suas extensas e profundas raízes uniam a humanidade ligando o mundo dos vivos com o mundo dos mortos. Poseidon, deus dos mares, fazia também o culto desta árvore e as sacerdotisas dos templos gregos tomavam muitas decisões importantes na sua sombra.

Nas lendas vikings o deus Odin ter-se-á enforcado num freixo acreditando que assim atingiria a iluminação. As runas que são o oráculo das árvores utilizado pelos nórdicos eram gravadas em madeira de freixo.

P1020178

Para os antigos irlandeses existiam 5 árvores mágicas e protetoras da terra, três delas eram freixos e as outras duas eram o carvalho e o teixo.

Já os irlandeses atuais dizem que o bastão com que são Patrício, padroeiro da Irlanda terá expulsado as serpentes deste país era feito de madeira de freixo (ash).

As serpentes simbolizavam a deusa-mãe que como é sabido é rejeitada pela igreja católica.

A cruz celta usada tanto pelos irlandeses como pelos gauleses para proteger as embarcações, era esculpida em madeira de freixo, considerada uma das mais resistentes e ao mesmo tempo flexível, quase elástica.

Nas velhas crenças inglesas faziam-se passar as crianças doentes através de buracos ou fissuras de velhos freixos acreditando que isso as curaria. Era prática comum colocar um ramo de folhas de freixo para estimular a atividade onírica.

Não restam dúvidas de que o freixo sempre foi, e ainda é considerado uma árvore protetora.

FREIXO-(25)

Descrição botânica e habitat

O freixo (Fraxinus sp) pertence à família da Oleáceas, onde se inclui também a oliveira.